CONHEÇA OS PRINCIPAIS CONCEITOS PARA DECOLAR DE VEZ NO MUNDO DAS FINANÇAS!

Só quem é uma pessoa empreendedora, que deseja abrir seu próprio negócio conhece de perto os riscos e desafios que o mundo financeiro pode gerar. Trabalhar com vendas, por exemplo, pode parecer uma missão simples, mas vai muito além de abrir uma loja em um local estratégico e vender suas mercadorias, já que será necessário conhecer e saber aplicar diversos conceitos que ajudarão o empreendedor a gerenciar seu negócio e gerar o máximo de lucro possível. Por isso, se você quer aprender mais sobre como cuidar das finanças de sua empresa, confira agora mesmo nesse post.

1 – Organize as finanças de sua empresa.

Esse é o principal passo para quem deseja obter lucros, pois um setor financeiro desorganizado é um forte fator que predispõe a falha e pode gerar até mesmo a falência de qualquer empresa.

Uma pesquisa recente, divulgada pela Escola de Finanças do Brasil, mostrou que cerca de 90% das microempresas brasileiras não  possuem um bom controle financeiro, que envolve uma boa gestão do fluxo de caixa, domínio do capital de giro, lucros previsíveis, vendas controladas e boa capacidade de resiliência mediante as instabilidades do mercado financeiro. Isso principalmente porque boa parte dos empreendedores se consideram inaptos a exercer tal função, e por isso, muitos micro negócios de grande potencial são levados a falência.

2 – Organize o detalhamento dos custos de seu negócio

Existem dois tipos de custos que devem estar a cargo do empreendedor, os chamados Custos Variáveis e os Custos Fixos.

Os custos fixos são aqueles que se repetem mensalmente e são totalmente previsíveis, o que inclui: pagamento de funcionários, pagamento de aluguel de prédio comercial, pagamento de aluguel de maquinário, valor de compra de matéria prima, ingredientes ou fórmulas. Esses custos são caracterizados pela constância independente, o que significa que eles serão gerados independente do lucro do mês, ou seja, mesmo que a empresa não lucre o valor planejado, os valores referentes aos custos fixos serão lançados e precisarão obrigatoriamente serem pagos.

Os custos variáveis são aqueles que sofrem alteração, para menos ou para mais, de acordo com um fator determinante. Um bom exemplo são os impostos de renda que são calculados de acordo com o percentual de venda e de patrimônio que seu empreendimento possui. Os valores de venda podem inclusive estar associados a taxas relativas à maquinetas de cartões de crédito, onde existe um percentual de taxa gerada de acordo com o produto vendido, ou ainda pode estar relacionado à comissão do funcionário, se este for o contato final, decisivo na escolha e satisfação do cliente. Todos esses valores podem ser estipulados, mas dificilmente será possível estimar com exatidão o valor exato valor a ser lançado, diferentemente do que acontece com os custos fixos.

3 – Tenha a tecnologia a seu favor!

Esse é um ponto crucial para quem deseja gerenciar melhor suas finanças: Esqueça de vez o “caderninho” utilizado para anotar compras e vendas de produtos! Já é mais que comprovado que um sistema de gerenciamento virtual é necessário para gerenciar seus custos, pelos mais diversos motivos que vão desde a praticidade, segurança, backup, privacidade, além de ser bem menos trabalhoso, acredite.

Para gerenciar as contas de seu negócio, você não precisa necessariamente dominar um sistema complexo repleto de fórmulas e planilhas, ao contrário, o sistema precisará ser acessível e de fácil compreensão, para que você consiga manejá-lo ao longo do dia, sem que isso te cause aborrecimentos e estresse desnecessário. Uma simples planilha no Excel é capaz de cumprir essa função de maneira satisfatória.

4 – Tenha pleno domínio do fluxo de caixa!

O Fluxo de Caixa é basicamente tudo aquilo que entra e que sai de sua loja. Os valores gerados através dele pode gerar dados plausíveis para uma previsão de como serão suas vendas nos próximos meses e em determinadas épocas do ano. Dessa forma, pode-se estipular projeções financeiras e desenvolver um melhor planejamento para cada época do ano.

 

Seguindo essas dicas simples e fáceis, é certeza que seu negócio irá decolar! Mantenha-se informado sobre as tendências do mercado financeiro e boa sorte em seu empreendimento!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *