CONHEÇA AGORA AS DOZE REGRAS DO DINHEIRO PARA MELHORAR SUAS FINANÇAS

Você já se pegou pensando em como gastar, investir, comprar ou simplesmente guardar seu dinheiro? Pois saiba que essa é uma dúvida bastante comum, tanto que o dinheiro em si é dito como um objeto de estudo desde sua criação, afinal de contas, sempre existiu uma dúvida sobre qual a melhor forma de lidar com ele.

1- Entenda que o dinheiro é um meio, não um fim!

Certamente você já ouviu muitas pessoas falarem sobre suas expectativas e planos para quando tiverem uma determinada quantidade de dinheiro, independente de qual seja a estratégia adotada para conseguir conquistá-lo. No entanto, aqueles que possuem o equilíbrio adequado entre educação emocional e educação financeira, sabem que o intuito do controle financeiro não é nem deve ser acumular dinheiro como objetivo de vida, muito pelo contrário, a educação financeira tem a excelente proposta de permitir que as pessoas possam usufruir mais e melhor dos valores que chegam até elas. Isso significa dizer que o dinheiro deve ser utilizado como um facilitador de sua vida, não como um propósito final, afinal de contas, a imprevisibilidade da vida torna necessário que saibamos viver com qualidade, portanto, tenha em mente que o dinheiro não é uma causa e sim uma consequência.

2- Nunca perca dinheiro

Para quem lê de maneira superficial, essa parece ser uma dica bastante óbvia e até um tanto quanto impossível, no entanto, ao adentrar na ideia proposta, pode-se perceber que essa orientação diz respeito a necessidade que você deve ter de não investir seu tempo ou dinheiro em situações de risco que possam te causar transtornos.

Essa regra é ainda mais explícita quando o assunto é investimentos, pois através deles podemos perceber em valores reais e exatos as porcentagens que renderam lucro como benefício ao investidor, dessa forma, matematicamente falando, é melhor que um investidor invista seu dinheiro em ações que lhe causem menos perdas nas crises do que acompanhar o mercado nos momentos de alta. Lembre-se que o jogo do investimento é um jogo de longo prazo, então não busque por soluções imediatas que prometem sucesso como pirâmides financeiras ou jogos de azar. Tenha sempre em mente que não existe sucesso instantâneo e toda vantagem que vem do dia para a noite pode sumir da noite para o dia.

3- Receita – Poupança = Despesas

No geral, as pessoas aprendem e ensinam desde cedo que Receita – Despesas = Poupança, no entanto, os investidores de sucesso não tomam a seguinte regra para conseguirem obter sucesso: Receita – Poupança = Despesas, ou seja, tratam a poupança como prioridade de maneira imprescindível, portanto, da mesma maneira que você organiza suas contas de energia, água, gás, internet, alimentação, inclua nessa lista o valor da poupança de maneira inegociável, afinal de contas, ela também se refere a um serviço que se você não pagar você não vai ter, ou seja, não deixe para investir o que sobre depois de gastar, deixe para gastar o que sobra depois que você investir.

4- Não use dinheiro sem tê-lo

Essa é uma daquelas regras que parecem óbvias mas que surpreendentemente não são seguidas pela maioria das pessoas. Isso se deve, muitas vezes aos limites oferecidos em forma de crédito que dão a falsa ilusão de poder aquisitivo as pessoas, portanto, esteja sempre atento a esse fator e não se permita levar por impulsos. Faça seu próprio planejamento.

 

5- Plante agora para colher no futuro!

Essa é a famosa lei da semeadora, que significa que se você planta algo você terá direito a colher, mas se você não planta, não colherá, daí surge a necessidade da regra do investimento e da poupança e a urgência de mantê-los como prioridade em suas despesas, pois somente a constância e a disciplina irão garantir que você colherá bons frutos no futuro!

Eaí? Você curtiu esse conteúdo? Comente aqui sua regra de ouro quando se trata de dinheiro.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *